Dica do Dia

Receita super fácil de bolo pudim

Seguidores

quinta-feira, 3 de fevereiro de 2022

Economize gás: como cozinhar o feijão mais rápido

 

Como cozinhar o feijão mais rápido


Truques para cozinhar o melhor feijão da sua vida. No entanto, prepará-lo nem sempre é tarefa fácil, especialmente para quem é iniciante na cozinha.



Feijão: dicas de especialistas


Cada família tem a sua receita e os seus próprios macetes para cozinhar este prato tão simbólico, mas algumas dicas simples podem ajudar na sua busca pelo feijão perfeito.


1. Escolha os grãos


Não importa se você comprou a granel ou empacotado: é importante sempre espalhar os grãos em uma superfície plana e fazer uma triagem para separar os que estejam machucados e, principalmente, remover as pedrinhas que sempre vêm junto com o feijão.


2. Deixe de molho



Esta é a principal dica para cozinhar o feijão mais rápido, com ou sem panela de pressão. O ideal é deixar de molho por até 6 horas antes do cozimento, para reidratar os grãos, fazendo com que eles cozinhem mais facilmente. Se for feijão branco, a água precisa ser descartada e trocada durante o processo.


3. Caldo encorpado


Depois que o feijão já estiver cozido, prepare um refogado de alho com cebola para temperar. Separe uma ou duas conchas de grãos e amasse bem antes de juntar ao tempero e devolver para o caldo. Isso vai deixar o caldo mais grosso e encorpado.


4. Tirar o sal


A dica é cozinhar o feijão apenas com água, pois o sal dificulta o cozimento e deve ser adicionado quando os grãos já estiverem macios.


Caso tenha exagerado no sal, basta adicionar uma batata ao caldo e deixar cozinhar um pouco - o tubérculo vai absorver parte do excesso.


5. Quanto fazer?


A quantidade de grãos costuma gerar confusão na hora de preparar o feijão: será que vai sobrar ou faltar? Para não se perder, considere que uma xícara de grãos crus pode satisfazer até três pessoas - dependendo da fome, é claro.


Rico em proteína, fibras, ferro, magnésio, zinco e potássio, o feijão é um dos alimentos mais consumido no Brasil e reconhecido como um poderoso alimento que ajuda no tratamento de doenças como diabetes, obesidade e câncer.


Além disso, devido ao seu baixo teor de gordura e sódio, é também indicado para hipertensos e na prevenção de distúrbios cardiovasculares.


Um comentário: